Skip to content

Mudanças Climáticas estão causando danos severos na Floresta Amazônica

Mudanças Climáticas estão causando danos severos na Floresta Amazônica
As florestas tropicais da Amazônia podem estar em risco muito maior de seca extrema do que se pensava, de acordo com novas pesquisas. Um

As florestas tropicais da Amazônia podem estar em risco muito maior de seca extrema do que se pensava, de acordo com novas pesquisas.

Um estudo internacional, liderado pela Universidade de Leeds, alerta que grandes áreas na parte oriental da Amazônia enfrentarão severa secagem até o final do século se não forem tomadas medidas para conter as emissões de carbono.

Como resultado, grandes quantidades de dióxido de carbono seriam liberadas da floresta para a atmosfera, aumentando o efeito do gás do efeito estufa e impulsionando novas mudanças climáticas.

O aumento da secura durante a estação seca amazônica ameaçaria ainda mais a viabilidade de grandes partes da floresta tropical, já que as árvores já estão estressadas e há maior risco de incêndios florestais.

Mudanças Climáticas estão causando danos severos na Floresta Amazônica
Mudanças Climáticas estão causando danos severos na Floresta Amazônica

As secas previstas também podem ter consequências de longo alcance para o ciclo da água da Amazônia, a biodiversidade e a população que vive na região.

Os achados, publicados na revista Environmental Research Letters, preveem reduções nas chuvas comparáveis à secagem observada durante as grandes secas de 2005 e 2010, que causaram a mortalidade generalizada das árvores e tiveram grandes impactos para as comunidades amazônicas.

A equipe de pesquisa analisou fatores que regulam o processo pelo qual as florestas transferem água do solo para a atmosfera, conhecida como evapotranspiração.

Jessica Baker, da Escola de Terra e Meio Ambiente da Universidade de Leeds, liderou o estudo.

Ela disse: “As pessoas no Brasil e no mundo estão justamente preocupadas com o que o futuro reserva para a Amazônia e seu valioso estoque de carbono e biodiversidade.

“A Amazônia está em risco com as duas ameaças, desmatamento e às mudanças climáticas.

“Este novo estudo esclarece como o clima da Amazônia provavelmente mudará sob um cenário de aquecimento extremo. Devemos soar o alarme para os governos de todo o mundo que este recurso global vital não deve ser dado como certo.

A bacia amazônica contém a maior floresta tropical do mundo e desempenha um papel fundamental nos ciclos globais de carbono e água.

No entanto, os modelos climáticos existentes discordam sobre se a Amazônia ficará mais úmida ou seca. Isso dificulta que os formuladores de políticas prevejam secas futuras, avaliem os riscos de incêndios florestais ou planejem estratégias de mitigação e adaptação das mudanças climáticas.

A equipe de pesquisa analisou os resultados de 38 modelos climáticos conhecidos da Amazônia. Ao excluir as previsões climáticas de modelos irrealistas, os padrões de futuras mudanças pluviométricas na Amazônia tornaram-se mais claros.

De acordo com o novo estudo, apenas um terço dos 38 modelos reproduziu corretamente as interações entre a atmosfera e a superfície terrestre anteriormente mostradas pelo trabalho de campo da Amazon.

Ao focar nesse grupo menor de modelos, a incerteza nas mudanças pluviométricas sobre toda a bacia amazônica foi reduzida pela metade.

Este grupo mostrou amplo acordo na previsão de futuras mudanças pluviométricas, com forte secagem esperada no leste da Amazônia nos próximos 80 anos, e por outro lado, aumento das chuvas na bacia ocidental.

O Dr. Caio Coelho, do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais do Brasil, foi coautor do estudo.

Ele disse: “É importante entender como o clima da Amazônia pode mudar no futuro.

“Este estudo mostra que a redução das chuvas na estação seca em partes da Amazônia pode ser semelhante à secagem observada durante as principais secas amazônicas de 2005 e 2010, que causaram a mortalidade generalizada das árvores e tiveram grandes impactos para as comunidades amazônicas.”

Fonte Phys Org

Compartilhe


Inscreva-se a nossa newsletter e fique atualizado sobre noticias e novidades!


Publicado por:
Leia fatos científicos, não ficção... Nunca houve um momento mais importante para valorizar o conhecimento baseado em evidências e apresentar os avanços científicos e tecnológicos.

Aumento do CO2 na Amazônia pode afetar mais as chuvas do que o desmatamento

Dinâmica climática global impulsionou o declínio de mastodontes e elefantes, sugere novo estudo

Como as plantas se adaptam rapidamente às mudanças nas condições ambientais

Deixe uma resposta


Nome de usuário ou senha incorretos. Perdeu a senha?

Você precisa fazer o login para publicar um comentário. Não tem conta?