Skip to content

Eua apoiam boicote aos Jogos de Inverno de Pequim 2022

Eua apoiam boicote aos Jogos de Inverno de Pequim 2022
O Departamento de Estado dos EUA emitiu uma declaração na terça-feira referindo-se ao governo de Joe Biden considerando e avaliando apoiar um possível boicote

O Departamento de Estado dos EUA emitiu uma declaração na terça-feira referindo-se ao governo de Joe Biden considerando e avaliando apoiar um possível boicote aos próximos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim 2022 para protestar contra o abuso de direitos humanos da China.

O porta-voz do Departamento, Ned Price, disse que os Estados Unidos estão consultando países com pensamentos semelhantes ao redor do mundo para determinar como proceder.

No entanto, ele mais tarde reiterou que o país “não tem anúncios sobre os Jogos Olímpicos de Pequim”, e escreveu no Twitter: “2022 ainda está longe, mas continuaremos a consultar de perto aliados e parceiros para definir nossas preocupações comuns e estabelecer nossa abordagem compartilhada”.

Ativistas e políticos republicanos cada vez mais estão pedido um boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno, observadores de direitos humanos dizem que é um encarceramento em massa e doutrinação de mais de um milhão de uigures e outros povos, principalmente muçulmanos, no oeste de Xinjiang.

O governo do presidente Joe Biden manteve repetidamente a porta aberta para boicotar os Jogos Olímpicos sem anunciar nenhuma direção firme. A secretária de imprensa da Casa Branca, Jen Psaki, disse mais cedo que o governo consultará o Comitê Olímpico dos EUA.

O que a China diz

O regime de Xi Jinping nega que os direitos humanos tenham sido violados em Xinjiang e defende o crescimento econômico na área e a ausência de episódios violentos. E diz que “motivos políticos” estão por trás do esforço de boicote.

Grupos de direitos se reuniram com o Comitê Olímpico Internacional e foram informados de que o organismo olímpico deve permanecer politicamente “neutro”. O IIC lhes disse que a China deu “garantias” sobre as condições de direitos humanos.

O USOPC (Comitê Olímpico e Paraolímpico dos Estados Unidos) questionou a eficácia dos boicotes. “Nós nos opomos aos boicotes dos Jogos porque eles têm mostrado impactar negativamente os atletas, enquanto não abordamos efetivamente as questões globais”, disse. “Acreditamos que o curso de ação mais eficaz é que os governos do mundo e a China se envolvam diretamente em direitos humanos e questões geopolíticas.”

Compartilhe


Inscreva-se a nossa newsletter e fique atualizado sobre noticias e novidades!


Publicado por:
Apaixonado por ciência e tecnologia além de programação é claro! Fundador do site Science Tech News.

Quanto tempo uma pessoa pode viver no século 21?

Um osso esculpido de 51.000 anos mostra que os neandertais eram artistas, assim como nós

Cientistas descobrem a mais antiga variedade de peste até hoje

Deixe uma resposta


Nome de usuário ou senha incorretos. Perdeu a senha?

Você precisa fazer o login para publicar um comentário. Não tem conta?