Skip to content

Há bilhões de galáxias no universo e não trilhões diz a NASA

Há bilhões de galáxias no universo e não trilhões diz a NASA
Até agora acreditava-se que existiam cerca de 2 trilhões de galáxias no universo observável, mas novo estudo sugere que existem centenas de bilhões de

Até agora acreditava-se que existiam cerca de 2 trilhões de galáxias no universo observável, mas novo estudo sugere que existem centenas de bilhões de galáxias, sendo um número inferior aos estudos anteriores.

Cientistas dizem que provavelmente há menos galáxias no espaço do que se pensava anteriormente. Análise de dados e imagens feitas pela NASA indicam que o universo pode estar muito menos denso de galáxias do que as estimativas anteriores sugeriam, novas medições feitas pela espaçonave New Horizon sugerem que existem centenas de bilhões de galáxias, em vez dos dois trilhões conforme relatado anteriormente.

Os astrônomos calculam o número de galáxias contando tudo o que é visível em um campo profundo com imagens do Hubble e em seguida, multiplicando-os pela área total do céu. Mas outras galáxias são muito fracas e distantes para serem detectadas diretamente.

Em estudo mais recente os astrônomos usaram uma técnica para driblar a luz do sistema solar interno e de sua poluição luminosa, causada pela luz do sol refletida na poeira. Uma equipe de cientistas usou observações da missão New Horizons da NASA a Plutão e ao Cinturão de Kuiper para determinar o brilho desse fundo óptico cósmico. Seu resultado estabelece um limite superior para a abundância de galáxias fracas e não resolvidas, mostrando o universo tem centenas de bilhões, não 2 trilhões de galáxias como se acreditava anteriormente.

No estudo, a Nasa fez novas medições do fraco brilho de fundo de galáxias invisíveis e mostram que as galáxias invisíveis são menos abundantes do que alguns estudos teóricos sugeriram.

Porque as medições anteriores tiveram resultados tão diferentes?

Hubble orbita a Terra e ainda sofre com a poluição luminosa. O sistema solar interno está cheio de minúsculas partículas de poeira de asteroides e cometas desintegrados, a luz do sol reflete nessas partículas, criando um brilho chamado luz zodiacal que pode ser observado até mesmo por observadores do céu no solo.

Mark Postman, do Space Telescope Science Institute em Baltimore, e um dos principais autores do estudo, disse: ‘Simplesmente não vemos a luz de dois trilhões de galáxias.’

As estimativas anteriores foram baseadas em observações do céu profundo pelo telescópio espacial Hubble da Nasa.

No entanto, o Hubble se baseou em modelos matemáticos para estimar o número de galáxias, pois muitas galáxias estavam além da capacidade do telescópio espacial de detectar na luz visível.

O Hubble ainda sofre com a poluição luminosa de sua posição no sistema solar interno. Para superar esse problema, a Nasa recorreu a sua espaçonave New Horizons, que experimenta um céu ambiente 10 vezes mais escuro do que o céu mais escuro visto pelo Hubble.

Tod Lauer, do NOIRLab da NSF, um dos principais autores do estudo, disse: ‘Esses tipos de medições são extremamente difíceis. Muitas pessoas tentam fazer isso há muito tempo.

Science Tech News
New Horizons

A equipe da Nasa analisou imagens da New Horizons para estimar a quantidade de galáxias existentes, para revelar o brilho fraco do fundo em algumas imagens, foi removido a luz das estrelas da Via Láctea, que era refletida na câmera, o sinal restante era quase mensurável, permitindo uma estimativa mais precisa do número de galáxias.

A Nasa agora está planejando um estudo de acompanhamento com o seu futuro Telescópio Espacial James Webb, que poderá resolver esse mistério com observações de campo ultra profundas, onde o telescópio será capaz de detectá-las.

Fonte PDF Not 2 trillion galaxies

Outras fontes: phys.orgDaily Mailmarthastewart.com

Inscreva-se a nossa newsletter e fique atualizado sobre noticias e novidades!


Publicado por:

Usuários do LinkedIn são alvo de campanha projetada para instalar Malware em seus dispositivos

EUA aprova teste para gerar energia de ondas do mar conectada à rede elétrica em larga escala

Trump está criando rede social para concorrer com o Twitter e Facebook

Deixe uma resposta


Nome de usuário ou senha incorretos. Perdeu a senha?

Você precisa fazer o login para publicar um comentário. Não tem conta?