Skip to content

‘Orquídea mais feia do mundo’ entre as novas espécies nomeadas em 2020

‘Orquídea mais feia do mundo’ entre as novas espécies nomeadas em 2020
Os Jardins Botânicos Reais em Kew, Londres, descreveram uma nova espécie da flor normalmente vibrante e delicada descoberta nas florestas de Madagascar como orquídea

Os Jardins Botânicos Reais em Kew, Londres, descreveram uma nova espécie da flor normalmente vibrante e delicada descoberta nas florestas de Madagascar como orquídea mais feia do mundo.

Gastrodia agnicellus, é uma das 156 plantas e espécies fúngicas nomeadas por cientistas Kew e seus parceiros em todo o mundo em 2020.

Kew disse que as flores desta orquídea são pequenas tem 11 mm, são marrons e bastante feias, constam em sua lista das 10 principais descobertas do ano. A orquídea depende de fungos para nutrição e não tem folhas ou qualquer outro tecido fotossintético.

Embora avaliadas como uma espécie ameaçada, as plantas têm alguma proteção porque estão localizadas em um parque nacional.

Entre as outras descobertas oficialmente nomeadas este ano estão seis novas espécies de cogumelos do Reino Unido e um estranho arbusto encontrado no sul da Namíbia em 2010.

O botânico Wessel Swanepoel não conseguiu colocar o arbusto em nenhum gênero conhecido e nem em qualquer outra pessoa, então Swanepoel chamou o especialista molecular de Kew, Felix Forest e sua equipe para análise.

O resultado foi que não era apenas uma nova espécie, mas um novo gênero e uma nova família, chamada Tiganophyton karasense.

Tiganophyton karasense
Tiganophyton karasense

Cerca de 2.000 plantas são cadastradas e nomeadas novas espécies pela ciência anualmente, mas novas famílias são mais raras, normalmente publicadas apenas uma vez por ano.

Compartilhe


Inscreva-se a nossa newsletter e fique atualizado sobre noticias e novidades!


Publicado por:
Apaixonado por ciência e tecnologia além de programação é claro! Fundador do site Science Tech News.

Aumento do CO2 na Amazônia pode afetar mais as chuvas do que o desmatamento

Dinâmica climática global impulsionou o declínio de mastodontes e elefantes, sugere novo estudo

Como as plantas se adaptam rapidamente às mudanças nas condições ambientais

Deixe uma resposta


Nome de usuário ou senha incorretos. Perdeu a senha?

Você precisa fazer o login para publicar um comentário. Não tem conta?