Skip to content

Pela primeira vez o vento gera mais da metade da eletricidade do Reino Unido 

Pela primeira vez o vento gera mais da metade da eletricidade do Reino Unido 
A Grã-Bretanha está empenhada na produção de energia eólica offshore para atingir as metas de emissões de carbono zero até 2050, com o objetivo

A Grã-Bretanha está empenhada na produção de energia eólica offshore para atingir as metas de emissões de carbono zero até 2050, com o objetivo de cumprir seus compromissos no acordo climático de Paris, neste mês eles conseguiram pela primeira que vez que o vento gerasse mais da metade da eletricidade do Reino Unido, durante a tempestade Bella, de acordo com a gigante de energia Drax.

A porcentagem de energia eólica na matriz energética do país atingiu um recorde de 50,67% no sábado, disse a empresa no fim de semana, batendo o recorde anterior de 50% em agosto.

Ele acrescentou: “Esta é a primeira vez que o vento forneceu a maior parte da energia do país ao longo de um dia inteiro.”

A notícia encorajadora chega antes da COP26, a cúpula da ONU sobre mudança climática global, que será realizada em Glasgow no próximo ano.

O governo britânico quer que os parques eólicos, forneçam um terço da eletricidade do país até 2030, como parte de sua estratégia para atingir as emissões líquidas de carbono zero até 2050 para ajudar a cumprir seus compromissos no acordo climático de Paris.

O Reino Unido também colocou a energia nuclear no centro de sua política energética de baixo carbono.

“A Grã-Bretanha experimentou uma revolução nas energias renováveis ​​na última década com o crescimento da biomassa, eólica e solar”, disse Drax.

Somando-se a isso, a divisão do Operador do Sistema Elétrico da National Grid (NGESO) declarou na terça-feira que este ano foi um ano histórico para as energias renováveis ​​no Reino Unido.

“2020 foi o ano mais verde já registrado para o sistema elétrico da Grã-Bretanha, com a intensidade média de carbono, a medida das emissões de CO2 por unidade de eletricidade consumida, atingindo um novo mínimo”, disse o NGESO em um comunicado.

A National Grid também revelou que no dia de Natal, 25 de dezembro, a participação do carvão no mix de eletricidade do Reino Unido ficou em zero pela primeira vez.

Isso em comparação com apenas 1,8% no ano anterior – e 20% em 2009.

Inscreva-se a nossa newsletter e fique atualizado sobre noticias e novidades!


Publicado por:
Apaixonado por ciência e tecnologia além de programação é claro! Fundador do site Science Tech News.

China quer erradicar o Bitcoin e outras moedas digitais

Tiktok diz que seus usuários são mais engajados que do Youtube

Aumento do CO2 na Amazônia pode afetar mais as chuvas do que o desmatamento

Deixe uma resposta


Nome de usuário ou senha incorretos. Perdeu a senha?

Você precisa fazer o login para publicar um comentário. Não tem conta?